Busca

Vital Tech Soluções Eletrônicas

www.vitaltech.com.br

Painel Contador

A uma grande variedades de modelos de contadores, a Vital Tech traz em seu portfólio aquele que melhor se encaixa a sua necessidade. Contadores de dias, pessoas, produtos, carros entre outras aplicações; Tamanhos diversos, e diferentes formas de captação de sinais. A baixo alguns exemplos de funcionalidades:

Contato Seco: A opção de contador por pulso de contato seco, pode ser muito bem aplicado a sua catraca, levando em conta que você pode incrementar e decrementar utilizando os sinais gerados por ela.

Importante: Em vários estados do brasil já é obrigatório o uso de contador Digital de pessoas em estabelecimentos como casas noturnas.

Contadores por Sensor:  A diversos sensores que podem ser utilizados para determinar uma contagem, sensores como: 4 a 20mA, 0 a 10V, de passagem, presença entre outros. Em uma linha de produção por exemplo podemos usar os contadores para quantificar a produção do dia, inserindo ao final da uma esteira um sensor de passagem que indicará a produção.

 

www.vitaltech.com.br

Anúncios

Qualidade e Confiança!

A melhor escolha em painéis eletrônicos é aqui! A Vital Tech fabrica e comercializa diversos tipos de produtos que melhor te atende. http://www.vitaltech.com.br 19 3273-7079 #painelled #vitaltech #paineleletrônico

Comunicação TCP/IP e UDP

Muita gente já ouviu dizer que instalar um firewall é uma boa maneira de proteger o PC, já que ele controla o uso das portas. Por outro lado, há pessoas que descobrem que é necessário liberar uma determinada porta em seu computador para que um dado programa funcione. Quando alguém fala dessas portas, está se referindo às portas TCP e UDP, que são meios utilizados por softwares e serviços do sistema operacional para a comunicação em rede e, consequentemente, na internet.

A comunicação pela internet é feita, basicamente, através de protocolos, sendo o TCP (Transmission Control Protocol) um dos mais importantes deles. Isso porque o TCP está incluído no conjunto de protocolos que formam o TCP/IP, a base de comunicação via dados de toda a internet.

Garantir a entrega de datagramas IP: esta talvez seja a principal função do TCP, ou seja, garantir que os pacotes sejam entregues sem alterações, sem terem sido corrompidos e na ordem correta.

O UDP (User Datagram Protocol) é tido como um protocolo “irmão” do TCP, mas é mais simples e também menos confiável. Isso acontece porque o funcionamento do TCP é, como já dito, baseado em conexões, o que não ocorre com o UDP. Como consequência, não há procedimentos de verificação no envio e recebimento de dados (todavia, pode haver checagem de integridade) e se algum pacote não for recebido, o computador de destino não faz uma nova solicitação, como acontece com o TCP. Tudo isso faz do UDP um pouco mais rápido, porém inutilizável em certas aplicações.

Por essas características, pode parecer que o UDP é inútil, mas não é. Há aplicações em que é preferível entregar os dados o mais rapidamente possível, mesmo que algumas informações se percam no caminho. É o caso, por exemplo, das transmissões de vídeo pela internet (streaming), onde a perda de um pacote de dados não interromperá a transmissão. Por outro lado, se os pacotes não chegarem ou demorarem a chegar, haverá congelamentos na imagem, causando irritação no usuário.

Comunicação Ethernet

O padrão TCP/IP é uma das arquiteturas mais difundidas para comunicação a longa distância envolvendo computadores. Assim, tentando uma padronização das redes industriais adotou-se há alguns anos tal padrão no meio industrial, dando origem às redes Ethernet industriais.

Hoje, existem quatorze redes Ethernet industriais já comercializadas em todo o mundo. As principais são: Profinet, Ethernet IP e HSE (High Speed Ethernet).

No princípio a Ethernet não foi considerada ideal para a industrial por não ser

determinística. No meio de acesso ao sistema CSMA/CD as colisões são detectadas e em seguida há contagem de tempo aleatória para uma nova transmissão. Este método não parecia uma solução muito atraente para a indústria porque não se garantia realmente que os dados fossem realmente transmitidos. Podem ocorrer várias colisões sucessivas e algumas informações podem perder sua importância durante este tempo em que ocorrem os conflitos.

O uso do switch amenizou este problema. O switch é composto de várias portas com buffer mantendo o controle de colisão, especificada no método CSMA/CD. Se houver duas transmissões simultâneas, como o switch tem portas independentes, pode-se transmitir o frame de uma porta e guardar o frame da outra em um buffer para ser transmitida posteriormente. Assim, assegura-se que sempre um dado transmitido vai chegar ao seu destino. Desta forma, a Ethernet teve realmente uma chance mais concreta de penetrar no chão-de-fábrica e se havia alguma dúvida da sua participação na

indústria, hoje sua presença no chão-de-fábrica é um fato concreto.

A Ethernet de escritório que está sendo levado ao chão-de-fábrica traz inúmeras vantagens agregadas. Por ser um padrão já consolidado no mercado, não havia maiores problemas de aceitação. A utilização dos conceitos e equipamentos já existentes no mercado (conectores, placas, cabos, etc.) torna-se um fator positivo aos envolvidos na manipulação desta nova tecnologia, que na verdade não é nova, só adaptada.

A velocidade alcançada com a Ethernet na indústria (comercialmente 10 Mbps, 100 Mbps e até 1 Gbps) é algo novo visto que nenhum fieldbus existente no mercado conseguiria sequer se aproximar desta taxa.

Paixão por Esportes

Diante do esporte Nacional, o futebol, a Vital Tech reconhece que para uma partida com mais emoção e dinamismo é preciso tecnologia e responsabilidade. Para isso desenvolvemos diferentes painéis para contagem e acompanhamento da pontuação das partidas, painéis com apenas indicação de pontos, painéis com jornal eletrônico, com ou sem sinal sonoro, com diferentes possibilidades de visibilidade e uso interno ou externo.

A Vital Tech participa juntamente com seu cliente do desenvolvimento do seu projeto. Os painéis podem ser personalizados com brasão dos times ou com um layout diferenciado trazendo mais destaque ao produto. A Vital Tech está a mais de 18 anos no mercado e conta com uma experiência vasta na área de desenvolvimento de painéis, utilizando matérias de qualidade, tecnologia e compromisso com o cliente.

Se você tem uma quadra, faz parte de um time de futebol, tem uma escola de futebol entre outros, não deixe de conferir nossos painéis você vai se surpreender! Solicite já um orçamento! Acesse nosso site e conheça nossos produtos www.vitaltech.com.br ou entre em contato pelo telefone 19 3273-7079.

Como é a Comunicação RS232?

A comunicação rs232 era muito utilizada para comunicação entre computadores e periféricos e é a forma mais popular de comunicação entre um CLP (controlador lógico programável) e um dispositivo externo.

O rs232 utiliza o sistema binário (1 e 0) para transmitir dados em formato ASCII (American Standard Code for Information Interchange) e este código é capaz de traduzir um código legível pelos humanos (letras e números) em códigos legível pelos computadores (1 e 0).

A comunicação serial do tipo RS232 ainda hoje é muito utilizada para permitir a comunicação entre dispositivos, como em alguns modelos de painéis eletrônicos da Vital tech.

 

 

9 Pinos 25 Pinos Finalidade
1 1 Terra ou GND do Chassi do Dispositivo
2 3 Recepção de Dados (RD)
3 2 Transmissão de Dados (TD)
4 20 Terminal de Dados Pronto (Ready) (DTR)
5 7 Terra ou GND do Sinal
6 6 Conjunto de Dados Pronto (Ready) (DSR)
7 4 Requisição para Enviar (RTS)
8 5 Limpar para Enviar (CTS)
9 22 Indicador de Campainha (RI) *somente para modens

Painel Indicador Cronômetro de Produção (IND-0211)

Você Sabe o que é 4 a 20mA ?

Muitos dispositivos na indústria trabalham com sinais contínuos e por isso requerem sinais analógicos que sejam compatíveis com sua aplicação.

São dispositivos como:

  • Transmissores;
  • Válvulas proporcionais;
  • Sensores;
  • Inversores de frequência;
  • Analisadores Industriais.

Utilizam sinais analógicos para transmitir ou receber informações de controle ou medição em variáveis como pressão, vazão, nível, temperatura, etc.

O sinal padrão de transmissão eletrônico é o de 4 a 20 mA dc (24Vdc), recomendado pela International Electromechanical Commission (IEC), em maio de 1975.

O sinal de um sensor de pressão é um exemplo comum que pode ser aplicado na entrada analógica do CLP, para que possa ser lido o seu valor.

Existe ainda o sinal de transmissão de 1 a 5 Vdc, porém ele não é adequado pois há atenuação na transmissão da tensão.

Usa-se a corrente na transmissão e a tensão para a manipulação e condicionamento do sinal localmente, dentro do instrumento.

Vantagens do 4-20 analógico:

  • Não é necessária alimentação precisa e estável;
  • O sinal de corrente é independente das variações de tensão e da resistência da linha;
  • Alimentação e sinal podem utilizar os mesmos 2 fios;
  • Insensibilidade às quedas de tensão a grandes distâncias;
  • Imunidade a ruídos;
  • O instrumento pode estar localizado distante da fonte de alimentação;
  • Ligação possível de várias cargas em série.

Exemplos de outros sinais de transmissão analógicos:

  • 0-10V;
  • 0-1V;
  • 0-20 mA;
  • -10 a +10V.

Entradas analógicas

Os módulos de entradas analógicas permitem a medição de sinais analógicos em tensão e corrente, para tanto é possível fazer a seleção de dois modos:

  • Através de Jumper no módulo;
  • Através de terminais dedicados a cada tipo de sinal, tensão ou corrente.

Na figura abaixo vemos um exemplo de diagrama de blocos de uma entrada analógica.

esquema.png

Diagrama de blocos de um cartão de entrada analógica.

O esquema elétrico de ligação de um instrumento que funciona em 4-20 mA deve ser feito ligando os elementos em série, no caso a fonte 24Vdc, o canal analógico do CLP e o instrumento.

 Saídas analógicas

As saídas analógicas são utilizadas para enviar sinais contínuos para atuadores como:

  • Válvulas proporcionais;
  • Inversores de frequência;
  • Indicadores;
  • Conversores I/P(corrente/pressão).

O Inversor de frequência é capaz de controlar diversas variáveis do motor elétrico como torque e velocidade, possibilitando comandar um motor através de um sinal analógico proveniente do CLP.

É possível encontrar no mercado bornes fusíveis para proteção de canais analógicos 4-20ma.

Afim de compreender o padrão 4mA a 20mA (mA = miliampere) iremos utilizar um pouco de matemática, mas não desanime, nós iremos utilizar a fórmula mais conhecida da elétrica Tensão = Resistencia x Corrente Elétrica (Lei de Ohm).

O princípio do loop de 4 a 20mA consistem em uma única malha com vários resistores, pela lei das malhas a corrente é a mesma em todos os elementos resistivos e a tensão é distribuída em todos os resistores. Ou seja, o padrão 4 a 20mA é ideal porquê a informação mantém-se constante mesmo havendo várias cargas em série.

O padrão 4-20mA é um padrão clássico nas indústrias, e fácil identificar quando o transmissor está com defeito, não é sensível a ruídos elétricos, e muito simples para instalar e configurar.

Na indústria a uma variedade de aplicações para o sinal 4 a 20mA, podendo ser usado para indicar Volume (m³), Pressão (Bar), Temperatura (°C, °F ou °K) entre outras aplicações, e para mensurar e quantificar a Vital Tech produz painéis conforme as necessidades de sua aplicação.

 

 

http://www.vitaltech.com.br

Fonte: Técnicos Vital Tech e consulta vançada https://www.embarcados.com.br/

Quando você compra um painel você sabe o que significa Contato Seco?

Contato seco é aquele que está livre de potencial. É um contato físico/mecânico, onde existe uma parte fixa e uma móvel. Este contato pode ser gerado por interruptores, relés, tomadas, disjuntores, contatores e etc.

Um exemplo simples podem ser os Semáforos que a cada contato fechado acende uma fase, um contador que a cada pulso incrementa ou decrementa um valor ou até mesmo um indicador de maquinas ligadas como painéis que a Vital Tech fabrica.

 

http://www.vitaltech.com.br

 

 

Blog no WordPress.com.

Acima ↑